Novidades de abril - Saiba como preencher o scorecard e entenda a sua importância
Atualizado há mais de uma semana

O scorecard é um formulário de autoavaliação das habilidades do desenvolvedor. Ele está no fluxo do onboarding do desenvolvedor na plataforma Coodesh. O seu preenchimento completo traz vários benefícios ao developer. Por isso, ao preencher o scorecard na Coodesh, você aumenta a aderência com a vaga aberta. Veja neste conteúdo mais dicas de como fazer o preenchimento.

Como você sabe, a tecnologia evoluiu, e o mercado de trabalho para desenvolvedores exige o conhecimento ou o domínio de várias stacks. Além de conhecer algumas linguagens, frameworks e bibliotecas, o desenvolvedor precisa pontuar qual é o seu nível de familiaridade com cada tecnologia.

Assim, o scorecard é uma ferramenta central no processo seletivo. Ele é adotado pela Coodesh para auxiliar o tech recruiter e o developer em sua jornada de crescimento profissional. O tech recruiter pode explorar melhor as habilidades do desenvolvedor, enquanto que o DEV pode apresentar-se além do seu currículo e conhecer melhor o seu nível técnico.

Preencha o scorecard conforme seu nível de conhecimento

Depois de criar seu perfil de usuário na plataforma Coodesh, você automaticamente cai no scorecard.

Atualmente, temos 12 formulários diferentes. As stacks variam, portanto, conforme a sua área de atuação.

Por exemplo: no scorecard para desenvolvedor Back-end, há as seguintes stacks: Clean Code; metodologias ágeis e Scrum; BDD; ambientes e comandos Linux; REST API; Unit Test em REST API e MySQL.

O preenchimento é muito simples. Você só precisa mover o cursor entre as seguintes opções: nenhum, básico, praticante e avançado. Em resumo, você fará uma autoavaliação com relação aos stacks em evidência no atual momento da sua carreira.

Entenda o que significa cada nível

preencher o scorecard

Mas se você está em dúvida sobre como aplicar os níveis (nenhum, básico, praticante e avançado), veja um resumo a seguir. A explicação também aparece na plataforma no momento do preenchimento.

Nenhum: não apresentou nenhum conhecimento satisfatório;

Básico: se considera um iniciante ou entusiasta, leu a base de documentações, segue influenciadores, realizou cursos/bootcamps na área e/ou está trabalhando em PoC (Proof of Concept ou Prova de Conceitos) com pessoas mais experientes;

Praticante: se considera com contato e experiência do dia a dia, trabalha com o recurso nas tarefas diárias, tem ajuda de outras pessoas para tomar decisões e é supervisionado por uma pessoa estratégica para code review;

Avançado: se considera com contato e experiência acima da média, está disposto a aceitar desafios complexos, faz mentoria de pessoas na equipe, toma decisões estratégicas ligadas ao recursos, faz code reviews ou verificações a respeito do recurso.

Veja porque é importante responder ao scorecard

scorecard respondido pelo desenvolvedor

O scorecard preenchido orienta o tech recruiter na entrevista e ao longo do processo seletivo. Mas, sobretudo, ele contribui com a jornada do developer.

Com o seu preenchimento, o algoritmo da plataforma trabalha a favor do desenvolvedor nas seguintes esferas:

Vagas sugeridas: conforme o resultado do nível de conhecimento, serão mostradas vagas mais alinhadas com o seu perfil;

Desafios técnicos: o developer irá preencher desafios técnicos condizentes com o resultado do scorecard;

Crescimento profissional a longo prazo: a partir da autoavaliação, o desenvolvedor tem mais subsídios para entender os seus pontos de melhoria. Dessa forma, é possível buscar formações e experiência em projetos que possam preencher os gaps da carreira.

Por outro lado, ao deixar de responder o formulário na plataforma, o desenvolvedor pode estar perdendo a chance de avançar no processo seletivo de uma vaga e desperdiçar a oportunidade de crescimento.

Não é preciso ter medo de responder à autoavaliação pensando que a sua candidatura pode ser descartada. Isso porque se você não tem conhecimento suficiente em uma stack mais estratégica para a empresa, mas possui em outras ferramentas, certamente a empresa vai conversar sobre esse gap na entrevista e tentar aproveitá-lo.

Por outro lado, o desenvolvedor pode considerar que tem um conhecimento “básico” em determinado conceito, como Scrum, quando na entrevista ou no teste técnico ele demonstra que tem conhecimento como “praticante”. Isso, aliás, é um ponto de partida para o seu aprimoramento profissional.

Conclusão

De modo resumido, para ser encontrado pelas empresas e conquistar mais aderência nas vagas anunciadas na nossa plataforma, não deixe de preencher o scorecard. E caso você ainda não tenha feito o cadastro totalmente gratuito na Coodesh para se candidatar às vagas de empresas e startups, aproveite para fazer seu perfil de usuário e preencher o scorecard.

Respondeu à sua pergunta?